Aqueles que residem nos Estados Unidos, país que passa por invernos rigorosos em algumas regiões, precisam pensar a respeito de como dirigir seu carro sob condições de neve. Trata-se de uma superfície diferente que requer alguns ajustes de velocidade, mas nada que mude drasticamente a maneira de condução. Quem nunca passou por esse tipo de situação, geralmente tem a ideia de que alguma coisa pode dar errado a qualquer momento, mas vamos te explicar neste post que não é bem assim.

Dirigir na neve requer uma maneira diferente de pensar sobre como lidar com o volante e com os pedais, mas não tanto quanto se poderia pensar. É tudo uma questão de atrito, o que modifica a aderência dos pneus com a pista, fazendo com que você precise trafegar um pouco mais devagar e aplicando algumas habilidades necessárias. Veja as nossas dicas e dirija na neve com mais segurança!

1. Entenda o motivo dos riscos envolvidos

O motivo da pista ficar mais escorregadia não diz respeito só à fina camada de gelo que está sobre ela. Pneus comuns não estão preparados para aguentar temperaturas baixas, fazendo com que o veículo escorregue com mais facilidade.

2. Troque seus pneus

Um bom pneu de neve ajuda de duas maneiras: sua banda de rodagem tem sulcos mais profundos, projetados para cortar a neve de forma que ele chegue ao asfalto; e a borracha que compõe esse tipo de pneu é quimicamente modificada para suportar as drásticas mudanças de clima.

3. Diminua a velocidade habitual

Uma vez que seus pneus estão corretos, entenda que será necessário modificar também a sua forma de dirigir. Para começo de conversa, é necessário compreender que será impossível alcançar altas velocidades dirigindo na neve. O ideal é não arriscar, pois, mesmo com os pneus certos, o risco de que o veículo deslize ainda é bastante iminente.

4. Faça movimentos mais lentos ao dirigir

Se você está acelerando com o veículo parado, pressione o pedal do acelerador de forma suave e lenta. O ideal é acelerar não mais que um terço do disponível. Se você ouvir os pneus cantando ou se você visualizar um triângulo laranja piscando em seu painel, significa que o controle de tração está tentando conter o seu ímpeto.

A mesma dica vale para os movimentos realizados com o volante. Se o veículo não obtiver tração suficiente, de nada adiantará você girar o volante de forma apressada. O carro deslizará e não obedecerá ao comando na maioria dos casos.

5. Evite parar o carro completamente

É melhor evitar parar completamente. Isso reduz suas chances de ficar atolado na neve. Mas obviamente você vai ter que fazer isso algumas vezes durante o trajeto, e o ideal nesses casos é acionar o freio da mesma forma que você acelera: suave e lentamente.

Se você sentir algum tremor no pedal de freio, não se assuste. Isso quer dizer que o sistema de freios ABS está agindo.

6. Atenção aos pontos distantes à frente

Ao dirigir no inverno tudo leva mais tempo, especialmente a paragem e a aceleração. Então tenha o cuidado de olhar mais longe no caminho que você costuma fazer.

Pense que a paragem pode acontecer no dobro do tempo se comparada a uma frenagem em asfalto seco. Se há um carro parado ou um sinal de parada, você precisa planejar a parada a uma distância duas vezes maior do que o habitual.

7. Esqueça o celular

Dirigir olhando o celular já é uma prática condenável por si só, mas em condições de neve isso fica bem pior podendo ocasionar acidentes graves.

Fica muito mais difícil se antecipar a situações adversas se você não está olhando para a pista o tempo todo, e como dirigir na neve requer mais precisão nos seus movimentos, olhar a chegada de mensagens ou atender ao telefone é algo que pode causar dar um enorme prejuízo.

8. Se algo der errado, mantenha a calma

Não importa o quão zen seu é seu estilo de condução, tampouco o quão profundo são os sulcos dos seus pneus: a possibilidade de que você perca o controle do veículo, mesmo que mínima, é um fato que você precisa lidar. Normalmente, o carro começa a derrapar e iniciar um giro quando algo de errado acontece ao dirigir na neve.

O ideal nesses casos é virar o volante cerca de 45° no mesmo sentido em que o carro está deslizando, e não o contrário. Isso vai fazer com que você recupere o domínio do automóvel e consiga prosseguir sem maiores problemas.

Não pise fundo no freio

É comum que as pessoas tenham como reação imediata ao sentir o veículo fugir ao controle, pisar de forma brusca no freio. Isso na verdade só fará com que seu carro deslize ainda mais, aumentando consideravelmente o risco de que um acidente mais grave ocorra.

Cuidado com o controle de tração

Os veículos mais modernos já saem de fábrica equipados com o chamado controle de tração que vai agir nas situações em que o veículo rodar, tentando fazer com que ele volte para sua rota original. Mas não deixe que a luz espia do controle de tração fique no painel por mais de 10 segundos, ou os freios podem superaquecer e sofrer algum dano sério.

Para evitar isso, basta desacelerar e seguir as dicas indicadas acima.

9. Considere trocar de carro

Poderíamos citar aqui dicas sobre pneus com cravos, uso de redes, cadenas (correntes para pneus), e outros acessórios para auxiliar na tração do veículo em pistas com neve. Mas acontece que a legislação varia bastante de estado para estado em função dos danos que essas peças causam ao asfalto, e nem sempre a documentação com a autorização para utilizar esses artifícios é simples de ser conseguida.

Então, caso você resida em um local onde a incidência de nevascas é algo constante, o ideal é adquirir um carro com tração nas 4 rodas (All wheel), freios ABS e controle de tração. Saiba que essas nem sempre são características de um off road. Existem uma série de modelos hatch e sedan com esses itens de fábrica. 

Em épocas de neve o bom mesmo é ficar em casa, tomar um bom chocolate quente e curtir um filme embaixo de cobertas grossas. Mas caso seja realmente necessário sair com seu carro para dirigir na neve, contar com um bom veículo, ter paciência, e um pouquinho de habilidade ao conduzir seu automóvel resolvem bem o problema. 

Precisa de um pouco de conforto para encarar esse desafio? Então não deixe de ler também nosso post sobre Bluetooth e streaming de música em carros antigos!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s