Viver nos Estados Unidos é o grande sonho de muitos brasileiros, que vão à procura de qualidade de vida melhor em diferentes sentidos: dinheiro, segurança, experiência de vida e cultura. Porém, é muito comum que, uma vez em terras norte-americanas, as pessoas não saibam exatamente quais são os próximos passos.

A verdade é que há muitas oportunidades na famosa terra do Tio Sam. Sabendo agir da maneira certa, é possível enriquecer no país e conquistar os objetivos para os quais tanto se preparou e criou expectativas. Você precisa se preocupar com fatores que vão de sua carreira à necessidade de economizar.

Se tempo é dinheiro, não perca nem mais um minuto para saber o que fazer. Veja a seguir os maiores segredos para enriquecer com a vida nos EUA:

O dólar americano

O dólar americano é uma das moedas mais fortes em todo o mundo e, por isso, é utilizada para efeitos de comparação em relação à economia de praticamente todos os países. Isso começou a acontecer na metade do século XX, em meio à Primeira e à Segunda Guerras Mundiais.

No começo do século passado, todas as moedas eram vinculadas ao que era conhecido como padrão-ouro. Seu valor era ligado a uma taxa fixa em relação ao metal dourado. Com a Primeira Guerra Mundial, ficou claro que esse sistema trazia muitas desigualdades.

Na grande guerra posterior, começou uma movimentação para que esse valor fosse fixado em relação à moeda mais forte da época — naquele momento, o dólar americano. Após a transição, o dólar foi consolidado como o parâmetro principal a ser levado em consideração.

Em relação ao real, o dólar americano é, em geral, bastante valorizado. Se esse é um ponto de preocupação para quem vive no Brasil, para quem vive nos Estados Unidos essa é uma situação bastante propícia.

Associado à sua valorização em relação a diversas moedas do mundo está o fato de que o dólar americano tem um alto poder de compra. Quem recebe em dólar consegue consumir de maneira mais absorvente, já que a moeda sofre menos com problemas como inflação ou desvalorização.

A consequência direta é que fica bem mais fácil ter um padrão de vida elevado, assim como também é mais simples enriquecer estando em terras norte-americanas.

As melhores cidades para ganhar dinheiro nos EUA

A fim de aproveitar ao máximo a vida nos EUA e ganhar a maior quantidade possível de dinheiro, escolher a cidade certa para se estar é muito importante. Escolhendo com sensatez, você encontrará um emprego adequado, com o qual conseguirá se sustentar e alcançar seus objetivos com maior estabilidade.

Felizmente, há muitas opções ao redor de todo o país. E dentre as melhores cidades estão:

Atlanta, Geórgia

Atlanta tem uma das maiores economias do país, o que faz com que a sua perspectiva de empregos seja incrivelmente elevada. Com mais de 5 milhões de habitantes, há opções mil de atividades e áreas de atuação.

Como a cidade é muito ligada ao setor de tecnologia da informação, quem tiver expertise nessa área consegue empregos de maneira ainda mais fácil. Há, também, vagas de estágio e posições no varejo, com diversos níveis de experiência desejados.

Raleigh, Carolina do Norte

A cidade é uma das que mais recebem migrantes dentro do próprio país. Sua população de pouco mais de 1 milhão de habitantes, associada a uma elevada renda per capita e a um local com bastante qualidade de vida, é determinante para a atratividade.

A oferta de empregos é bem grande, agregando desde as posições mais qualificadas e que envolvem mais tecnologia até aquelas indicadas para quem busca vagas que sejam menos técnicas.

San José, Califórnia

Com cerca de 60 mil vagas abertas em 2016, a cidade se destaca como uma das melhores para procurar emprego. O custo de vida no lugar é um pouco mais alto, mas o salário anual acompanha o valor, garantindo uma boa qualidade de vida.

Há vagas tanto para quem ocupa as posições seniores em empresas como para quem quer preencher um cargo júnior. As áreas variam, indo de vendedores e comunicadores visuais a técnicos e engenheiros.

Seattle, Washington

A cidade de Seattle é um dos pontos principais para quem busca opções de emprego ligadas à tecnologia. Sendo a sede de empresas como Microsoft e Amazon, a maior oferta de empregos inevitavelmente segue bastante atrelada ao ramo tecnológico. Mas há vários níveis de qualificação requeridos, de modo que a oferta se faz bastante variada.

Embora o salário anual seja atrativo, o custo de vida na cidade é elevado. Vale a pena levar isso em consideração se a ideia é conseguir juntar dinheiro, por exemplo.

Kansas City, Missouri

Em Kansas City há milhares de vagas abertas que oferecem bons pagamentos anuais e um custo de vida considerado bem mais baixo. A satisfação com o trabalho também é bastante elevada, fazendo dessa cidade um local interessante para quem busca um bom emprego nos Estados Unidos.

Entre os setores que mais contratam na cidade estão o varejo, o financeiro, o de negócios, o de saúde e o de automóveis.

Boston, Massachusetts

A cidade de Boston compõe uma das maiores áreas metropolitanas dos Estados Unidos, o que, por si só, já ajuda a garantir uma boa quantidade de empregos disponíveis. A cidade também vem investindo cada vez mais em pesquisas e tecnologias, de modo a aumentar a oferta de empregos qualificados e a melhorar a qualidade de vida de seus habitantes.

Além de empregos mais técnicos e qualificados, Boston atrai vários artistas, assim como quem acabou de se formar. A diversidade é um de seus marcos e a boa oferta de posições no mercado de trabalho também é um atrativo relevante.

As principais dicas para ter sucesso nos EUA

Depois de encontrar um emprego na cidade desejada, é fundamental colocar em prática algumas dicas que vão fazer com que a sua carreira decole. Se você quer enriquecer na terra do Tio Sam, isso é fundamental.

Somente assim você vai conseguir progredir na vaga que deseja, o que vai significar melhor experiência para o seu currículo e também um salário mais alto. Para chegar lá, algumas das dicas mais importantes incluem:

Compreenda a cultura norte-americana

Muitos imigrantes falham em ter sucesso na carreira nos Estados Unidos por não compreenderem totalmente a cultura norte-americana. Tão importante quanto saber como executar a sua função é fazê-lo de acordo com a cultura de lá.

É necessário, por exemplo, cumprir os prazos de maneira rigorosa, assim como levar em conta que a ética é muito valorizada. Outro ponto a ser considerado é que os americanos, em geral, não trabalham tantas horas quanto os brasileiros, que, em uma semana, trabalham uma média de 40 a 44 horas.

O que isso quer dizer? Que há menos tempo para procrastinação, mas grande valorização da eficiência e produtividade.

Siga as regras internas à risca

Considerando que a disciplina é algo que pode te levar muito longe na sua carreira, é fundamental que você siga as regras internas de maneira completa. Especialmente quando você trabalha em empresas maiores, como as multinacionais, é comum haver um regimento interno, com regras e expectativas comuns para todos os funcionários.

Descumprir esses pontos pode não apenas levar à demissão, como também criar uma imagem negativa do tipo de profissional que você é. Como os norte-americanos levam muito a sério toda essa questão disciplinar, o melhor a fazer é procurar se integrar a esses fatores peculiares à cultura deles.

Caso tenha alguma dúvida se algo pode ou não ser feito, procure o responsável e alivie as incertezas. Isso evitará vários problemas e, de quebra, garantirá que você se mostre ainda mais interessado e comprometido no trabalho.

Busque se especializar

Se você quer ficar rico em terras americanas, deve procurar formas de ganhar mais dinheiro. Ao mesmo tempo, é necessário ir em busca de cargos melhores e que paguem mais.

Para conseguir subir dentro de sua profissão, é fundamental que você apresente resultados melhores para a organização para a qual vai trabalhar. Além de se dedicar mais e ser mais produtivo, também é necessário obter mais conhecimentos.

Observe o plano de carreira da posição na qual você está e, a partir daí, comece a procurar formas de se especializar e alcançar os requisitos para as vagas acima da sua. Essa atitude tende a ser bastante valorizada e, de qualquer forma, vai te capacitar para conseguir vagas melhores no mercado.

Vá além do esperado

Não se limite a executar a sua tarefa apenas dentro do mínimo esperado. Por mais que isso vá garantir que você mantenha o seu emprego, dificilmente vai fazer com que você se destaque na equipe.

É necessário buscar formas de se destacar e conseguir um desempenho distinto. Descubra maneiras, portanto, de entregar resultados que sejam melhores do que esperam de você. Finalizar um projeto antecipadamente ou conseguir bater as metas de forma mais poderosa são pontos que colaboram para que a sua carreira decole em terras americanas.

Esse tipo de atitude mostra que você tem comprometimento e que está disposto a entregar o que a empresa demanda. Caso você alie isso à busca das especializações, é bastante provável que seja considerado para uma promoção, por exemplo.

Não tenha medo de começar por baixo

Para os imigrantes, conseguir vagas que já são muito acima tende a ser um pouco mais difícil. A menos que você apenas realize a transferência interna dentro da sua empresa, é bastante provável que seja exigido um nível de experiência que você ainda não tem.

Por causa disso, a maior parte dos imigrantes começa por baixo, em posições que, algumas vezes, são menos importantes do que aquela que você desempenhava no Brasil. Caso essa situação aconteça com você, não desanime ou tenha medo de trilhar um novo caminho de sucesso nas terras do Tio Sam.

Muitos dos trabalhos mais comuns são os de serviços, como pintura, eletricistas e coisas do tipo. Mas isso certamente já pode lhe dar dinheiro, porque os serviços assim são mais caros nos EUA. Se você consegue experiência na área e abre a própria empresa, pode conquistar clientela fixa e lucrar bastante.

Caso você siga as demais dicas, não ficará muito tempo nessa posição mais baixa e em breve terá mais prestígio e um salário melhor. Encare a situação como uma oportunidade de crescer e alçar novos voos na carreira.

Os segredos para economizar em terras americanas

Uma vez que você esteja levando a vida nos EUA e recebendo em dólar, é fundamental começar a economizar se você deseja enriquecer. É a partir das suas economias que você poderá fazer investimentos que te levarão à tão sonhada riqueza.

Para conseguir fazer uma boa poupança, você terá que gastar menos em alguns pontos do seu cotidiano e, dentre eles, estão:

Alimentação

Lar de algumas das maiores redes de fast food do mundo, os Estados Unidos têm ótimas opções para quem quer comer de maneira barata. Redes como McDonald’s e Burger King têm ótimas promoções para o dia a dia. Além disso, há outras redes com opções mais saudáveis e que garantem que você não precise gastar demais.

Você vai economizar muito mais se decidir fazer a sua própria comida. Para isso, visite os supermercados locais e faça compras mais em conta. Prefira aquelas embalagens grandes e econômicas de produtos não perecíveis e fique sempre de olho nas promoções.

Em alguns casos, também vale a pena comprar em grande quantidade. Itens que são muito consumidos, por exemplo, podem ser adquiridos em atacado, de modo a economizar. Como nos EUA isso é muito comum, você não terá dificuldade em encontrar locais para fazer as compras no atacado.

Além de cozinhar para comer durante o jantar, por exemplo, invista em levar sua própria comida para o trabalho ou para o estudo. Além de muito mais saudável, vai evitar que você gaste dinheiro na rua, de modo que você consiga poupar mais.

Moradia

A moradia é outro ponto que faz muita diferença. Afinal, é um dos maiores gastos que você vai ter durante a vida. Nesse sentido, para economizar de verdade nos EUA, o ideal é que você procure dividir uma casa ou apartamento com alguém, a fim de que as contas fiquem menos pesadas.

Também vale a pena optar por morar em um local intermediário. Por mais que seja prático e conveniente morar no coração de uma cidade, na parte em que normalmente é conhecida como downtown, isso tende a sair muito caro.

Ao se afastar para as regiões que são chamadas de subúrbios, você conseguirá economizar extraordinariamente. Inclusive, vale a pena tirar da cabeça aquela ideia de que locais mais afastados são sempre perigosos, pois muitos bairros são considerados subúrbios e exibem uma excelente qualidade de vida.

Na hora de realizar consertos e reparos no lar, o ideal é apostar na prática do Do it Yourself (faça você mesmo). Prefira comprar os materiais e fazer as modificações necessárias em sua casa, para não precisar gastar demais.

Quando sua situação financeira estiver mais confortável, considere comprar uma casa. Uma vez que a hipoteca esteja quitada, você não vai mais precisar se preocupar com o valor do aluguel, dando novo conforto ao seu orçamento.

Compras

A tentação de sair comprando e aproveitando os preços baratos é grande, especialmente quando se está há pouco tempo nos Estados Unidos. Se suas compras não forem inteligentes, o seu dinheiro vai embora sem que você realmente nem perceba…

Para não se deparar com esse cenário tão ruim, comece a administrar bem as compras. Ao optar por lojas como Target, Walmart e Forever 21, você consegue adquirir itens dos mais variados tipos com grandes descontos.

Para aumentar ainda mais a sua economia, prefira utilizar os cupons. Eles são encontrados em revistas pagas e jornais, e alguns são obtidos de graça. A mecânica é simples: você junta os cupons e os utiliza na hora de pagar, lidando com um preço muito mais em conta.

É importante ressaltar ainda que o país está repleto de lojas de 99 centavos de dólar, nas quais é possível fazer ótimas aquisições a um preço muito em conta.

Transporte

No caso do transporte, a economia vai depender dos seus hábitos. Se você usa o metrô todos os dias para ir trabalhar, por exemplo, pagar as passagens em separado diariamente não é a melhor escolha. Em vez disso, opte por um passe mensal, que tem um valor fixo e que pode ser empregado quando você desejar.

Já se você não usar com tanta regularidade, é melhor fazer o pagamento de acordo com as suas necessidades. Planeje suas viagens para gastar o mínimo de passagem e, se for o caso, pense até mesmo em utilizar meios de transporte alternativos, como a bicicleta.

Outro ponto é que você deve ter sempre o valor adequado no bolso. Como, em geral, não há trocadores nos ônibus, você não vai receber troco — então, fique de olho!

Quanto melhor for ficando a sua situação, mais próximo você estará de comprar um carro. Com essa iniciativa, você ganha independência e economiza, já que o preço do combustível é moderado.

As estratégias para conseguir bolsa de estudo no exterior

Conseguir uma bolsa de estudos nos Estados Unidos é uma excelente estratégia para não gastar muito e, ao mesmo, tempo se qualificar cada vez mais.

Dessa maneira, você vai conseguir ter salários mais altos e se destacar no mercado. Isso leva a melhores possibilidades de guardar dinheiro e aumenta as chances de enriquecer.

Algumas dicas ajudam no processo para conseguir tal propósito mais facilmente. E dentre elas estão:

Busque proficiência em inglês

É indispensável ter fluência em inglês para conseguir se candidatar a um programa de estudo, especialmente em uma universidade norte-americana. Em geral, as instituições de ensino exigem o resultado de testes a respeito desse assunto, como o Toefl.

Cada instituição tem uma pontuação mínima, mas é exigido ter ótima compressão sobre o que é falado em inglês, assim como de leitura e escrita. Obter uma nota abaixo do esperado é fator eliminatório e também pode ser critério de desempate, no caso de candidatos equivalentes.

O ideal é se preparar com antecedência para realizar esses testes, de modo a conseguir a certificação desejada. A própria vivência em inglês ajuda, mas é recomendado fazer cursos preparatórios para não falhar nesse momento,

Selecione o assunto desejado

Depois de conseguir a proficiência ambicionada, você deve selecionar o tipo de bolsa de estudos que pretende alcançar. Em primeiro lugar, isso significa determinar se é uma bolsa de graduação, pós-graduação ou qualificação.

Também é necessário decidir qual será o assunto a ser estudado. O ideal é que ele tenha a ver com o tipo de emprego que você deseja e com as suas aspirações profissionais. Se já tiver algum tipo de qualificação no assunto em questão no Brasil, melhor ainda.

Em alguns casos, é possível — e mesmo necessário — escolher as disciplinas que serão estudadas na instituição de ensino. Se for esse o caso, pense com cuidado nos assuntos que poderão alavancar a sua carreira.

Escolha o programa adequado

Na sequência, você deve buscar o programa adequado. Há diversas opções que divulgam bolsas de estudo, inclusive para brasileiros. Eles trazem oportunidades nas mais diferentes universidades norte-americanas, então você poderá levar em consideração a localização da universidade, o tipo de programa oferecido e assim por diante.

Nos Estados Unidos, o Education USA e a Comissão Fulbright são os principais órgãos responsáveis por divulgar e oferecer as bolsas. Fique de olho nas ofertas, em busca da que faça mais sentido para as suas aspirações e modo de vida.

É necessário compreender que cada programa tem as próprias exigências e carga horária. Você deve optar pelo programa de bolsa de estudos ao qual estiver elegível e que for mais vantajoso para você.

Selecione todos os documentos

A última etapa é a mais burocrática, mas é altamente relevante e consiste na seleção de documentos. Se cada programa apresenta suas próprias exigências, então você tem que se informar sobre o que é requerido para se candidatar a uma vaga peculiar ao curso.

No geral, é preciso apresentar documentos de identificação e os que comprovem a sua escolaridade. Devem-se validar seus documentos e diplomas junto aos Estados Unidos e fazer a equivalência de algum diploma de curso superior, caso aplicável.

Também é nesse momento que será exigida a garantia de proficiência no inglês. Como o processo tende a ter uma janela de tempo pequena, vale a pena garantir que tudo isso já esteja providenciado antecipadamente, de modo a evitar que você perca a oportunidade de conquistar a bolsa que você tanto deseja.

Para que a sua vida nos EUA seja sinônimo de enriquecimento, você precisa de estratégica, força de vontade e comprometimento com os seus objetivos. Depois de escolher a cidade certa, invista na sua carreira em busca de melhores resultados e facilidade de adaptação.

Não abra mão de saber como economizar e procure as bolsas de estudo ideais para o seu caso. Assim, você consegue aumentar o seu salário e terá cada vez mais oportunidades.

Conte nos comentários se você tem alguma dica ou dúvida sobre esse assunto e participe da conversa!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s