Fazer um monitoramento na previsão do tempo antes de viajar ou sair com o carro na cidade, especialmente em países e regiões com condições meteorológicas mais instáveis, é uma medida simples que pode ajudar a prever mudanças climáticas bruscas. Se souber do risco de alguma condição mais extrema, isso vai prevenir muita coisa.

Se, no entanto, for necessário dirigir com ventos, certos cuidados devem ser tomados para aumentar sua segurança e também a dos passageiros. Entenda o que é preciso fazer para superar essas situações e esteja preparado para imprevistos:

Busque indicativos na paisagem

Mesmo verificando a previsão do tempo, a verdade é que ventos fortes podem aparecer de repente. Nesses casos, o motorista deve ficar atento a alguns sinais. O principal deles é observar árvores e outras partes da vegetação, que dão ideia de como o vento está.

Essa estratégia pode também ajudar a perceber qual é a direção do vento. Se eles demonstram vir de frente com relação ao sentido que você segue, é preciso imediatamente reduzir a velocidade.

Caso você note que o sentido seja transversal, uma das primeiras medidas a se fazer é abrir os vidros do carro para permitir que o vento “corte” o veículo.

Segure firme no volante

Como ventos fortes tendem a desestabilizar o veículo, segurar o volante com firmeza é uma boa maneira de amenizar a situação. Afinal, grande parte da condução do carro está concentrada nele.

Deixar que a direção balance muito permite falta de estabilidade e risco maior de sair da pista e, pior, um capotamento. Com as mãos firmes no volante, você vai precisar controlar a situação e fazer força contrária ao que as rajadas indicarem.

O ideal para situações mais críticas é manter as duas mãos ao volante, segurando na parte de cima, ainda mantendo os cotovelos um pouco dobrados. Essa posição é característica de uma direção com postura defensiva. Além disso, não faça movimentos bruscos e repentinos na direção, já que eles contribuem para a perda da estabilidade.

Atente-se aos caminhões

A ultrapassagem com ventos fortes precisa ser analisada com muito cuidado. No caso de caminhões-baú ou com carroceria alta e fechada, ultrapassar um desses veículos com ventos fortes aumenta em muito as chances de um acidente.

Não se sabe se a força da rajada em questão pode tombar um caminhão. Se você estiver ao lado dele, a possibilidade de ter o carro atingido por um acidente dessa proporção se intensifica rapidamente.

O melhor é reduzir a velocidade e, de preferência, manter uma distância maior desse caminhão, além de manter a observação constante — visto que, no caso de um tombamento, ao manter a distância e velocidade compatíveis, você terá tempo para agir tanto com uma frenagem como fazendo o desvio.

Se for necessária a ultrapassagem, avalie muito bem os riscos: observe na rodovia, em um campo do horizonte mais distante, se é possível perceber na vegetação que o vento está mais forte à frente. Lembre-se também de que, enquanto está do lado do veículo, a força do vento não é tão forte, mas o vento pode vir mais forte ao sair da “zona de proteção” criada e atingir seu carro em cheio.

Calcule a velocidade ao dirigir com ventos

Alta velocidade não combina com ventos fortes. Ao perceber que essa condição climática ocorre durante sua viagem, é necessária a imediata intervenção no acelerador. Tire o pé do pedal e faça a redução o quanto antes.

Quando o vento vem de frente, contra o carro que você dirige, é imprescindível reduzir a velocidade. Do contrário, a rajada pode até servir de rampa ou obstáculo, fazendo com que você perca o controle caso esteja correndo.

Tenha cuidado com obstáculos e túneis

Túneis e outras estruturas na rodovia que podem bloquear o vento ajudam muito os motoristas a desviar das condições climáticas. Ao mesmo tempo, é importante saber que abusar de tais “vantagens” pode aumentar o risco de acidentes.

Ao sair de um túnel durante uma rajada de vento, por exemplo, há grande risco dessa situação gerar impacto direto no carro, fazendo-o sair da rota. É necessário ter a velocidade reduzida e, se possível, sinalizar a outros condutores para que todos parem antes da saída do túnel.

O melhor é observar como está a condição do tempo do lado de fora antes de sair de repente e sofrer o choque da rajada. Sinalize com o pisca alerta do seu carro que há condição perigosa à frente. Desse modo, os outros motoristas ficarão atentos.

Tente, também, entrar em contato com a polícia ou concessionária da rodovia via celular para pedir orientação com relação ao vento e também informar a situação do trânsito no túnel. As autoridades podem agir diretamente para fazer bloqueios e dar dicas de como prosseguir na viagem, além de indicar quais trechos estão mais em risco.

Use os vidros corretamente

Lembre-se sempre de que ventos fortes causam impacto maior onde a superfície bloqueia que ele passe. Ao fazer esse bloqueio, os ventos (especialmente os transversais) terão uma força maior. Por esse motivo, os vidros do carro precisam ficar completamente abertos em condições do tipo.

Quando o vento passar por dentro, sem enfrentar barreiras, o veículo sofrerá uma força de reação bem menor. Contudo, o motorista e os passageiros precisam ficar atentos a objetos que possam voar. Não é recomendado fazer movimentos bruscos na direção para desviar deles, mas se você e as demais pessoas que estão no carro estão atentas, ficará mais fácil evitar acidentes.

Aja com prudência e segurança

Como não se sabe exatamente o que pode acontecer durante as rajadas de vento forte, além da direção defensiva do motorista, os passageiros (incluindo todos no banco de trás) têm a obrigação de afivelarem o cinto de segurança.

Caso o carro seja desviado do curso e bata (ou mesmo capote), os integrantes que estiverem utilizando o cinto estarão com uma garantia a mais de não serem arremessados. Além disso, crianças que precisam ficar na cadeirinha devem ser mantidas nesses equipamentos. Deixá-las no colo só aumenta o risco de uma lesão grave.

Descobrir todas estas dicas para dirigir com ventos vai possibilitar que você tenha mais tranquilidade e controle da situação, que acaba sendo muito estressante mesmo ao tomar as precauções necessárias. Já passou por ocasiões assim? Conte sua experiência nos comentários!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s