Em um amplo território, que coloca o país entre os 4 maiores do mundo, é de se imaginar a quantidade de estradas que corta os Estados Unidos. Inclusive, são tantas rodovias que você pode passar por centenas de quilômetros sem cruzar com outro veículo.

É o caso da mística por trás da Highway 50, também conhecida como “a estrada mais solitária dos EUA”. E dissemos mística porque o roteiro é, hoje, um dos mais badalados pelos aventureiros do oeste americano.

Ele passa por importantes cidades, com atrativos que vão muito além de sua vegetação rasteira e da poeira que se levanta ao redor da estrada (embora a sua grande atração seja a possibilidade de cruzar o país em uma jornada de autocontemplação).

Quer saber mais sobre a estrada mais solitária dos EUA? Então, descubra antes como proteger o seu carro do sol (afinal, trata-se de um passeio às margens do deserto) e planeje a sua viagem pela Highway 50:

A lenda da estrada mais solitária dos EUA

Com quase 100 anos de história (tendo sido inaugurada em 1926) e asfalto que se estende pelo país por quase 5 mil quilômetros, a Highway 50 liga as regiões leste e oeste dos Estados Unidos, quase que cortando as regiões norte e sul ao meio.

Isso deve fazer com que você se pergunte por que uma das estradas que fizeram parte do plano rodoviário original do país ganhou um título que pode remeter ao total abandono, não é mesmo? Isso se deve a dois fatores principais:

  • ao longo do século XX, outras estradas foram planejadas — como as interestaduais —, reduzindo a necessidade de cruzar o país inteiro em uma estada, apenas;

  • o trecho oeste da Highway 50, que passa por Nevada, é quase que inteiramente composto por uma zona rural, enfeitada por montanhas e uma extensa área desértica.

Dessa maneira, quem se aventurava por toda a estrada se deparava com um cenário similar por muitos e muitos quilômetros de montanhas e de poeira levada ao vento por todos os lados.

Algo que, por si só, já reforça a importância em fazer a manutenção do carro antes de se embrenhar através do asfalto. Imagine ter um imprevisto na região em uma época em que celulares eram aparelhos que só existiam nos livros e nos filmes de ficção-científica?

Acontece que, em meados da década de 1980, a revista norte-americana Life também pensou nas possibilidades desse trecho de baixíssima circulação da Highway 50, que realizou uma reportagem na qual a apelidou como a estrada mais solitária dos EUA.

O que poderia ser um título capaz de afundar a prosperidade turística local se tornou uma reviravolta para a solidão desértica daquela parte da Highway 50.

O atrativo turístico da Highway 50

A estrada, em si, não é um ponto de interesse para os motoristas: é uma pequena linha de asfalto que segue em ambas as direções, completamente cercada pelas cores do deserto.

O percurso, também, não foi povoado por hotéis, comércios e outras oportunidades turísticas devido à popularidade do artigo da revista Life.

Afinal, ao longo do percurso — que vai das cidades de Ely até Fernley, Nevada, você vai cruzar por 9 cidades, 2 minas abandonadas, um ou outro posto de combustível e, possivelmente, alguns coiotes.

Isso faz com que o roteiro não seja uma viagem para qualquer um, mas somente para aqueles que desejam desbravar um pedaço conservado da história dos Estados Unidos quando as rodovias começaram a ser riscadas nos mapas regionais.

Não à toa, muitos dizem que os viajantes interessados em cruzar a Highway 50 vão precisar de:

  • paciência;

  • disposição;

  • alguns mapas e roteiros (para identificar os postos de combustíveis durante o percurso);

  • uma boa seleção musical a bordo;

  • aproveitar a própria companhia.

Quer dizer: você pode fazer o roteiro com amigos, mas a solidão é um elemento comum por todo o trajeto. Por isso, é importante se preparar para longos quilômetros de silêncio enquanto o desértico cenário norte-americano se revela imponentemente pelo caminho.

Além disso, toda essa mística é o trunfo que atrai  viajantes com o mesmo propósito há quase 30 anos: desbravar, sozinho, uma das estradas mais antigas dos Estados Unidos.

O que encontrar ao longo da Highway 50

Como dissemos, todo o percurso chega a quase 5 mil quilômetros. Algo que os condutores que “sobreviveram à Highway 50” — frase que estampa grande parte dos souvenires — dizem cumprir em 3 ou 4 dias.

Mas é na área oeste que ela ganha a fama de estrada mais solitária dos EUA. E é lá que a jornada pode variar, já que os pontos turísticos podem se revelar, ou não, do seu interesse.

Por exemplo: o International Hotel, em Austin, é uma verdadeira viagem ao passado, enquanto as luzes de neon, em Nevada, são sedutoras para outros tipos de viajantes.

Em toda a jornada, no entanto, carcaças de animais disputam a atenção dos motoristas com imóveis desocupados — abandonados, em sua maioria —, como o Stokes Castle, uma construção que serviria de retiro para um investidor, mas que se revelou uma interessante construção para fazer coro ao abandono que ecoa por toda a Highway 50.

Até por isso, se você tiver interesse na viagem oeste — que pode ser feita em 1 ou 2 noites de viagem — ou o trecho completo, é preciso entender que o grande atrativo da Highway 50 está no momento reflexivo que ela proporciona.

Afinal, entre os milhares de quilômetros que cortam o país, você terá a sua própria companhia, primordialmente, ao longo do deserto e de um cenário que criou o seu próprio american way of life e vai passar em alta velocidade pela janela do carro.

Uma boa notícia é que você precisará mais se concentrar em si, e menos naquela atenção redobrada que damos ao trânsito para evitar acidentes.

O que achou da Highway 50, a estrada mais solitária dos EUA? Sentiu que o roteiro é apropriado para o momento que você vive, sendo uma deliciosa oportunidade de conhecer o país de leste a oeste (e vice-versa) e a si mesmo?

Agora, caso você queira aproveitar para realizar novos passeios por esse vasto território de estradas históricas, conheça X rodovias dos EUA encantadoras que devem constar nos seus futuros itinerários!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s